CASA VILA RICA

Foi nesta casa que toda a aventura do projeto Jardins de Cerrado começou. A cliente, Ilka Teodoro, pediu um jardim "bem do Cerrado", e eu, na santa inocência de quem acabava de se mudar para uma cidade no Cerrado, Brasília, prometi encher seu terreno de ervas e arbustos da região, antes de descobrir que os viveiros não produziam essas espécies e que os projetos de paisagismo não as utilizavam.

O desencontro virou encontro: por não ter acesso às plantas que queria, acabei chegando à turma do Restaura Cerrado*, inclusive ao Claudomiro Cortes, e à paisagista argentina Amalia Robredo, que desde então me ensina tudo o que pode sobre jardins naturalistas e sobre introdução de plantas nativas ao paisagismo.

Começamos então a fazer expedições, experimentos, a coletar sementes e a estudar meios para oferecer à Ilka e à Bloco Arquitetos, autora do projeto da casa, um jardim realmente singular. A confiança que eles depositaram no processo foi igualmente singular: a Ilka me deu nada menos que dez anos para entregar um jardim à altura de seus sonhos!

O projeto paisagístico é uma parceria entre a Amalia Robredo e eu. Nossa estratégia foi estruturar o jardim em longas faixas entremeadas por gramados: elas acompanham a linearidade da casa e organizam as muitas plantas nativas que já estavam no local. As linhas retas também criam um contraste entre a profusão de plantas nativas - um certo caos de capins, ervas, arbustos e arvoretas - e o gramado bem cortado (de grama-batatais, nativa do Cerrado e resistente à seca), reforçando a intencionalidade do jardim, ou seja, afirmando que as plantas nativas são obra de nosso desejo, e não do mero acaso.

 

Todas as plantas novas foram introduzidas por semeadura direta (obtidas através da Rede de Sementes do Cerrado e da Associação Cerrado de Pé, além de coletas pessoais) a partir de fevereiro de 2019, quatro anos depois do primeiro contato com a cliente. 

* Restaura Cerrado é um coletivo que devolve plantas nativas do Cerrado a lugares de onde foram retiradas na Chapada dos Veadeiros. É composto por: Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade, Laboratório de Ecologia Vegetal da Departamento de Ecologia da Universidade de Brasília, Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia e Embrapa Cerrados, Rede de Sementes do Cerrado e Associação Cerrado de Pé.

PROCESSO

  • Facebook
  • Instagram

 

© 2020 por Jardins de Cerrado